Três motivos para investir em automação hospitalar

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp

Em um mundo no qual novas tecnologias surgem a todo tempo, acompanhando a necessidade humana no dia-a-dia, a automação hospitalar também vem ganhando cada vez mais espaço. E esse fenômeno traz consigo inúmeros benefícios às instituições, aos funcionários e, principalmente, aos pacientes.

Para manter clínicas, laboratórios e hospitais em ordem, com inúmeras pessoas dando entrada todos os dias, além dos procedimentos médicos, vários profissionais e setores estão envolvidos. Agora imagine o quão útil seria receber ajuda para controlar rotinas administrativas, auxiliar na tomada de decisões, gerenciar estoque de medicamentos e conferir o estado de todos os equipamentos, prevenindo falhas e aumentando a eficiência?

O que é automação hospitalar

A automação hospitalar consiste no funcionamento das rotinas da instituição sob o controle de um programa que permite efetuar operações sem a necessidade de intervenção humana. Desde a entrada do paciente até a liberação, as tarefas são feitas de forma mais fácil e ágil, diminuindo o trabalho manual e otimizando o tempo de gestores, funcionários e pacientes. Os equipamentos médicos beneficiados por essa tecnologia, além de terem manutenção, vida útil e segurança otimizados,a longo prazo trarão inúmeros outros benefícios.

Embora seja recente, o processo de automação hospitalar já pode ser aplicado a quase todos as áreas de uma instituição. Mas se por um lado pesquisas cada vez mais aprofundadas promovem o crescimento das possibilidades de automação, por outro o ambiente hospitalar, principalmente o público, ainda é pouco automatizado.

Em um mercado cada vez mais moderno e competitivo, a automação hospitalar é um investimento que pode, além de aumentar a produtividade e a rentabilidade da instituição de saúde, destacar a sua empresa. Saiba quais principais as vantagens:

1 – Automação hospitalar melhora o atendimento aos pacientes

Hospitais são um modelo de negócio em que o serviço prestado é a manutenção da saúde humana, interferindo diretamente na vida das pessoas. Assim como em todos os modelos de negócio, o cliente é o mais importante. Mas neste caso, o cliente é o paciente, que precisa de cuidado e atenção muito maiores.

Em hospitais inteligentes, desde a recepção do paciente, passando pelos procedimentos médicos/cirúrgicos até a completa recuperação, todas as atividades são compostas por técnicas mais eficientes e menos debilitantes. E isso só é possível graças a um instrumentário e um maquinário seguros e dotados de tecnologia e qualidade. A automação hospitalar evita problemas como falhas de equipamentos médico/hospitalares e na identificação de pacientes, melhorando a qualidade de diagnósticos e exames e aumentando a qualidade e a segurança do atendimento.

Além disso, a chance de falha médica também diminui, já que os procedimentos se tornam padronizados. Com isso, é possível um atendimento mais preciso e com menores consequências adversas.

2 – Automação hospitalar economiza tempo e mão de obra

Para que passar horas fazendo calibração e manutenção preventiva de equipamentos médicos se um software pode fazê-lo por você? E por que ter surpresas com o não-funcionamento de um equipamento se um software pode indicar, com antecedência, que ele está com defeito? Facilitando o diagnóstico e o controle de qualidade de pacientes e equipamentos, a produtividade aumenta e a taxa de erros diminui. Isso porque, com a ajuda da tecnologia para o bom funcionamento de um hospital, técnicos, engenheiros, enfermeiros, médicos e toda a equipe não vão precisar de fazer atividade respetivas que podem ser feitas pelo sistema de automação, e assim, ganham muito mais tempo para se dedicar às atividades humanas, aquelas que nenhuma máquina pode fazer.

A automação tem um impacto muito grande na gestão hospitalar. O engenheiro clínico, por exemplo, passa a ter um controle muito maior sobre o parque tecnológico da instituição, e pode controlar de forma mais efetiva a equipe técnica. Os prestadores de serviço, sejam empresas ou técnicos autônomos que realizam manutenção/calibração dos equipamentos, passam a poder acompanhar, em tempo real, o que acontece com esses equipamentos – mesmo à distância, e ter um trabalho menos burocrático. E médicos e enfermeiros, cada vez mais focados no paciente, vão poder realizar atendimentos mais confiáveis e humanizados.

3 – Automação hospitalar diminui custos

Com mais tempo para se dedicar ao que interessa, a equipe vai contribuir para uma maior eficiência da instituição. E um hospital eficiente gera mais lucro. Ainda mais após uma reestruturação dos gastos.

Além de resolver os principais problemas de desperdício em instituições de saúde, a automação hospitalar ainda pode diminuir custos considerados básicos na gestão hospitalar. Embora o investimento inicial possa preocupar, em um curto prazo a implantação dessa tecnologia consegue mostrar resultados muito satisfatórios porque, com menores gastos para funcionamento, sobra mais dinheiro para ser realocado e investido em áreas de maior necessidade, formando um ciclo que vai gerar muito mais lucro que antes.

 Conclusão

Hospitais mais modernos e inteligentes são, também, mais eficientes. E essa eficiência se reflete em melhor uma qualidade tanto para pacientes quanto para funcionários. Se destacar no mercado e ainda melhorar o funcionamento da sua instituição não é uma ótima ideia?

Fonte: Blog Arkmeds
Este conteúdo não é de responsabilidade da Biomig Brasil.